RENOVAR MENTES E TRANSFORMAR O MUNDO

O despertar da Igreja

Adicione o texto do seu título aqui

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.
Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis.

Evan Roberts tem uma frase que diz assim: “Deus não pode fazer uma grande obra através de você, sem que primeiramente faça uma grande obra em você.”

A primeira mudança para um Avivamento Sustentável sempre começou através do despertar da Igreja, e é através desse despertar que ganhamos autoridade para mudar o mundo. Nós precisamos ter uma visão de sermos uma igreja que está no ataque, que tem autoridade para que um verdadeiro avivamento aconteça. Essa autoridade vem de Jesus Cristo, e com ela nós podemos estabelecer o Seu Reino por onde quer que estivermos.

Esse despertar da Igreja é possível por 3 cenários: em primeiro lugar,  o arrependimento. Não pode existir avivamento sem arrependimento! Antes de Deus nos usar, Ele precisa nos transformar e nós precisamos aprender a nos quebrantar. Segundo Samuel Chadwick, pastor metodista, “para vivermos um avivamento, precisamos estar dispostos a sermos transformados segundo o caráter e a santidade de Cristo.”

O arrependimento é a porta de entrada para nos aproximarmos de Deus, sermos moldados segundo a sua essência, e construirmos uma vida sólida com Ele. O arrependimento gera transformação de caráter e, consequentemente, de atitudes. Se não estivermos dispostos a sermos transformados, será uma grande hipocrisia clamarmos por avivamento. Deus é amoroso e está sempre pronto a nos perdoar, e para isso nós temos que abraçar nosso processo de transformação, dando frutos verdadeiros e inconfundíveis, que não são sustentados por aparência. Lembre-se disso: o liberar do Espírito Santo é um processo de metanoia e de arrependimento, e é a própria bondade de Deus que nos leva a isso.

Além disso, precisamos de paixão pela presença de Deus, precisamos voltar ao primeiro amor. A presença de Deus é o nosso maior benefício – quando nos apaixonamos por Jesus, o nosso despertar espiritual é condicionado ao amor pela presença de Deus, e uma igreja que vive este primeiro amor é cercada de excelência, queimando e amando cada vez mais a presença de Jesus. Agora responda isso para você mesmo: qual foi a última vez que você chorou na presença de Deus? Há quanto tempo você não vive algo com Jesus, que te faz queimar em Sua presença? Sentir um verdadeiro amor por Jesus não deve ser apenas um momento, uma ocasião – mas sim um marco verdadeiro que vai te motivar todos os dias para que você alcance lugares cada vez mais profundos com o Pai. Não adianta de nada fazermos muito, se não estivermos apaixonados pela Sua presença.

Trabalhar em prol do Reino sem antes ouvir a vontade de Jesus para a nossa vida, nos leva à religiosidade. Se lembre da história de Marta na Bíblia, e carregue essa verdade com você, por onde for: Deus não quer o nosso serviço, se ele não vier acompanhado do nosso coração. Quando nós somos despertados para o avivamento, nós valorizamos a presença de Deus acima de todas as coisas – o centro de tudo, o princípio e o fim é sempre Ele, Jesus Cristo. 

Podemos manter vivo o primeiro amor com tempo de oração e com a palavra de Deus. Por último, mas não menos importante, para o despertar da Igreja nós precisamos do derramar do Espírito Santo. Tudo o que falamos anteriormente sempre foi acompanhado do derramar do Espírito Santo, pois nós não temos poder, sabedoria e graça o suficiente sem Ele. Somente o Espírito Santo conhece as profundezas do coração de Deus, e Ele sempre foi fundamental para que Jesus se movesse com autoridade – isso para nós, nos dias de hoje, não é diferente. O Espírito Santo continua sendo extremamente importante para o avivamento e para tudo o que concerne à vida cristã. Nós achamos que sabemos fazer todas as coisas: orar por cura, orar em línguas, profetizar e nos mover através dos dons, mas a verdade é que nós não sabemos. Nós precisamos da pessoa do Espírito Santo, e precisamos nos relacionar com Ele. No que se relaciona ao avivamento, nós precisamos ser bons mantenedores, protegendo essa unção que é liberada pelo Espírito Santo. O consolador que capacitou Jesus, hoje se manifesta através de nós em cada palavra, gesto ou milagre. O Espírito Santo está disponível hoje e para sempre, para mim e para você. Nós precisamos de avivalistas e reformadores que têm fome pelo Reino dos céus, pois Deus quer nos incendiar antes de nos enviar!

________________________________________________________________

Para você que quer aprender mais sobre Avivamento e ser totalmente capacitado e transformado, nós queremos te recomendar hoje o curso online Avivamento Sustentável, lançado em parceria com o Pr. Eduardo Nunes! Nele você aprenderá sobre o tema de forma mais profunda, entendendo como pode sair das 4 paredes da Igreja, transformando de fato a sociedade em que está inserido. Clique aqui para saber mais, e nos vemos nas aulas!

Compartilhe esse conteúdo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp